EUA chegam ao maior consumo per capita de pescado em uma década

EUA chegam ao maior consumo per capita de pescado em uma década

23 de janeiro de 2019

arroba publicidade
A lista “Top 10” da National Fisheries Institute (NFI) - entidade que reúne as indústrias de pescado nos Estados Unidos - divulgada em dezembro do ano passado mostrou que os americanos aumentaram consideravelmente o consumo de frutos do mar.

Segundo a NFI, em 2017 os EUA consumiram 7,26 kg de frutos do mar per capita. Aumento de 7,4% em relação aos 6,76 kg em 2016. A entidade revela que foi o maior número de consumo per capita em quase uma década.

No “Top 10”, o camarão aumentou 6,3%  e continua liderando a lista. Segundo no ranking, o salmão apresentou a melhor recuperação, chegando a crescer 10,6%  sobre os 0,99 kg per capita mostrados em 2016.

Já o panga, que nos últimos anos subia consideravelmente na tabela, teve a maior queda da lista com 20,2%. Em 2017,  o consumo desta espécie foi de apenas 0,32 kg, enquanto em 2016 era de 0,40 kg per capita

Mas o que chamou a atenção foi a elevação significativa da diversificação do pescado no cardápio dos americanos. A opção "outros" subiu 72,9% no ano retrasado com o consumo per capita de 1,13kg, número bem superior ao 0,65 kg apresentado na pesquisa anterior.

O presidente do NFI, John Connelly, declarou que é preciso observar que as espécies entre as "dez mais" representaram mais de 90% de todo o pescado que os americanos consumiram em 2016, já na relação publicada neste relatório foi de apenas 84%. “ Isso é muita diversificação em apenas um ano. Enquanto vemos aumentos sólidos de alguns itens básicos tradicionais, o crescimento fora do top ten é certamente algo para se assistir”, afirmou Connelly.

Veja o ranking completo abaixo:



Esse aumento no consumo é oriundo de mais desembarques domésticos e mais produtos de origem global. Ambas são ótimas notícias para empregos americanos ”, disse o presidente.

A alta no consumo do pescado pelos americanos é uma boa notícia para as exportadoras nacionais, principalmente porque permanece a suspensão do pescado brasileiro à União Europeia (UE).

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) revelaram que a exportação de pescado nacional faturou US$ 250,66 milhões em 2018. O principal item da pauta é a lagosta congelada, com 1.288.876 toneladas despachadas aos EUA no ano passado.

As vendas de filé de tilápia brasileira aos norte-americanos continuam muito pequenas: 443,173 toneladas em 2018, 26% a menos que em 2017.

 

camarão, exportação, frutos do mar, John Connelly, MDIC, National Fisheries Institute, panga, pescado, salmão, União Européia

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3