Após 8 anos de alta, volume de importações de pescado cai; polaca despenca 42%

Após 8 anos de alta, volume de importações de pescado cai; polaca despenca 42%

O preço continua em alta, mas o volume de pescado importado pelos brasileiros parou de crescer e teve uma redução de 3% no ano passado frente a 2013. Foi a primeira vez em oito anos que a importação teve um freio, comportamento que se deve à oscilação de alguns produtos clássicos que o País compra no exterior, conforme levantamento feito pela Seafood Brasil.

29 de janeiro de 2015

arroba publicidade
O preço continua em alta, mas o volume de pescado importado pelos brasileiros parou de crescer e teve uma redução de 3% no ano passado frente a 2013. Foi a primeira vez em oito anos que a importação teve um freio, comportamento que se deve à oscilação de alguns produtos clássicos que o País compra no exterior, conforme levantamento feito pela Seafood Brasil.

importações_2014_origens

A febre da polaca do Alasca em 2013, vendida pela China já filetada, parece ter ficado para trás em 2014. Foram importadas 36, 9 mil toneladas no ano passado, volume 42% menor que no ano anterior - quando o Brasil havia comprado 64,7 mil toneladas. A queda na receita também foi drástica: 37,5%, de US$ 125, 1  milhões para US$ 78,1 milhões.

Enquanto isso, na apresentação fresca quanto filés congelados, o salmão segue em expansão. No ano passado, o Brasil gastou US$ 103,4 milhões com filés congelados e US$ 429, 3 milhões com o fresco proveniente do Chile - alta de 20,4% e 14,1%, respectivamente.

Na sequência vem o pangasius congelado do Vietnã (NCMs 03046290 e 03048990), que chegou a 64,7 mil toneladas no ano passado, em contraste com o volume importado em 2013 (46,4 mil toneladas).

 

A merluza argentina também vem aos poucos recuperando seu espaço na categoria de filés  brancos. No ano passado foram importadas 30,4 mil toneladas a um preço médio de US$ 3, 07/kg. Trata-se de um produto mais valorizado que a polaca (US$ 2,11/kg) e o panga do Vietnã (US$ 1,99).

Outra queda relevante foi do bacalhau salgado seco, que em 2014 chegou ao Brasil com um volume de 13,4 mil toneladas, ante as 15 mil toneladas registradas no ano anterior. O preço, no entanto, caiu: o kg importado saiu por US$ 6,54 em média, enquanto em 2013 havia sido de US$ 6,97.

importações_2014_Seafood_Brasil

Crédito da foto: USDA/Creative Commons

bacalhau, importações, merluza, panga, polaca, salmão

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3