ASC suspende certificações de duas fazendas de salmão
Aquicultura

ASC suspende certificações de duas fazendas de salmão

Fazendas no Chile e na Noruega perderam o selo após incidentes de escape

10 de julho de 2020

arroba publicidade
A Aquaculture Stewardship Council (ASC) suspendeu as certificações de duas fazendas de salmão no Chile e na Noruega após incidentes de escape, como informa o site da própria entidade. Uma das fugas aconteceu em um centro de engorda da Blumar em 28 de junho e a suspensão se deu em 3 de julho.
 
A outra ocorreu em um centro norueguês comandado pela Mowi (ex-Marine Harvest), que registrou escape de salmões em 16 de junho e também foi descredenciada.
 
Quando a ASC suspende uma certificação os produtos não podem ser vendidos com o selo ASC. Para recuperar a certificação, as empresas precisam passar por uma auditoria completa depois de 12 meses da data da retirada do selo.
 
O ASC Salmon Standard estabelece regras para garantir que as fazendas certificadas estejam minimizando seus impactos no ambiente local e nos vizinhos. Um dos muitos critérios no padrão que cobre essas questões é o Critério 3.4, que inclui vários requisitos relacionados especificamente a escapamentos.
 
Para garantir um impacto mínimo no meio ambiente, o limite é de até 300 peixes que podem escapar de uma fazenda certificada pela ASC. Os estabelecimentos ainda devem disponibilizar ao público informações sobre todas as fugas.
 
Créditos da imagem: Pxhere

ASC, ASC Salmon Standard, Blumar, Chile, mowi, Noruega, salmão

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3