Boletim “Pescado em Análise”: Guerra de narrativas 25/03
Comercialização

Boletim “Pescado em Análise”: Guerra de narrativas 25/03

Pescado segue com efeitos múltiplos como o varejo de congelados aquecido e restaurantes em busca de sustentação nos deliveries

25 de março de 2020

arroba publicidade
 
No pronunciamento à nação na noite de ontem, o presidente Jair Bolsonaro aumentou a temperatura da discussão sobre as medidas de lockdown temporário que o Brasil passou a seguir nos Estados, com base nas determinações da OMS para achatar a curva de contaminações. Contrariando o próprio Ministério da Saúde, ele defendeu o fim do confinamento e falou em “terra arrasada” a partir da ação de “algumas poucas” autoridades estaduais e municipais.
 
O pescado segue com efeitos múltiplos: varejo de congelados aquecido, restaurantes em busca de sustentação nos deliveries, redes e indústrias com prevenção e cautela aos grupos de risco, pesca no Sul em ritmo de paralisação e a aquicultura com receio de contaminação entre os funcionários das fazendas. No âmbito externo, salmoneiras chilenas se deparam com cancelamentos em série e têm de reprogramar
despescas.
 
Leia aqui o Boletim “Pescado em Análise”: Guerra de narrativas desta quarta-feira (25/03).
 
Mercado
Os Estados Unidos anunciaram na madrugada de hoje que chegaram a um consenso para a aprovação do plano de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia sobre a economia do país.
 
Aquicultura
As proibições a visitas e restrições ao trânsito de fornecedores nas fazendas, fábricas de ração e locais de armazenamento de insumos prossegue como medida de prevenção.
 
Pesca
A atividade pesqueira segue em funcionamento com adaptações. Fotos enviadas pela empresa Cais do Atlântico mostram os pescadores e a tripulação usando máscaras. Todos passam por controle de temperatura e a higienização das mãos recomendada pelas autoridades.
 
Indústria
Uma indústria consultada pela reportagem indica que as encomendas do varejo superaram em 15% o que estava programado para o período. Não se sabe se o ritmo perdurará até a Semana Santa.
 
Varejo
A Ceagesp determinou diversas medidas para evitar o contágio entre os permissionários e funcionários e, por este motivo, os dados mais recentes das cotações disponíveis no sistema são de 20/03, sexta-feira - dia normalmente mais fraco que segunda e terça na praça do
pescado. Ainda assim, é possível observar que houve uma queda sustentada de preços em produtos de grande apelo ao food service.
 
Food Service
A gastronomia japonesa continua a ser uma  das mais prejudicadas com o colapso do food service a partir das medidas de quarentena. Alguns restaurantes tradicionais que operam no sistema à la carte desistiram do delivery após maus resultados iniciais. Já outros que fazem
combinados e rodízio mantiveram o ritmo de entregas em domicílio.
 
Institucional
O secretário da Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Jr., publicou ontem no Instagram que a SAP/Mapa enviou ofício aos Ministérios da
Economia, Cidadania e Secretarias de Agricultura Estaduais para que sejam incluídas a aquicultura e pesca nos estudos econômicos que estes ministérios e autoridades fazem sobre o setor.
 
 
Leia aqui o Boletim “Pescado em Análise”: Prevenção e controle desta terça-feira (24).
 
 
 
Créditos da imagem: Pixabay

Boletim “Pescado em análise”, Coronavírus, Covid-19, mercado de pescado, pandemia

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3