Brasil na Rússia e Polônia: leite por bacalhau e intercâmbio aquícola

Brasil na Rússia e Polônia: leite por bacalhau e intercâmbio aquícola

Acordo bilateral deve sacramentar entrada de bacalhau russo direto da fonte

14 de setembro de 2015

arroba publicidade
Em breve, as gôndolas brasileiras terão bacalhau russo direto da origem. Neste domingo (13/09), uma delegação do governo brasileiro liderada pelo vice-presidente Michel Temer chegou à Rússia para dar sequência à discussão de um acordo bilateral entre os dois países, cuja iniciativa surgiu em meados do ano passado (leia aqui) e prevê cooperações no agronegócio, aviação civil, energia, defesa, ciência e tecnologia e outros temas.

No espectro do agro, o ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, junto à ministra da Agricultura, Kátia Abreu, deverão discutir os detalhes de acordo que abrirá portas para a exportação em "grande escala" de lácteos. A contrapartida será a abertura do mercado brasileiro para o bacalhau russo, que chegaria então diretamente da fonte - hoje as espécies para a fabricação do bacalhau pescadas sob a cota russa no Mar de Barents chegam ao Brasil por meio dos portugueses.

O arranjo foi delineado na última visita da ministra Kátia Abreu a Moscou, em julho, durante um seminário que discutiu a potencialização de negócios entre os dois países. A titular da pasta da Agricultura declarou à época que a parceria deve abrir espaço à "necessidade de criar joint ventures e cadeias agrícolas para obter acesso a mercados de outros países, sobretudo no sul e sudeste asiático", conforme publicou a Gazeta RussaDo lado russo, o vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Rússia (CCI), Vadim Tchubarov, elogiou os produtores do Brasil por “aproveitarem com inteligência o agravamento das relações da Rússia com os países do Ocidente”.

Agenda do ministro

Nesta segunda (14/09), Barbalho terá um encontro com a agência de pesca da Rússia para discutir os detalhes do acordo e também debater outras possibilidades de cooperação. Nesta terça (15/09), a agenda oficial inclui visita a fazendas de produção de truta que operam em sistema de recirculação e produção superintensiva.

O ministro vai aproveitar a viagem para seguir à Polônia, onde conhecerá, no dia 16/09, um sistema similar ao da truta na Rússia, mas com tilápia. Segundo o MPA, está prevista ainda a assinatura de um memorando de entendimentos bilaterais em pesca e aquicultura.

bacalhau, Mar de Barents, Ministério da Pesca e Aquicultura, Polônia, Rússia

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3