Empresa americana aposta em construção celular para produzir atum
Indústria

Empresa americana aposta em construção celular para produzir atum

Finless Foods pretende ser a primeira a produzir o atum bluefin em laboratório e tem planos de exportar a tecnologia até para o Brasil

25 de junho de 2020

arroba publicidade
Ainda são poucas as empresas mundiais dedicadas à fabricação de pescado em laboratório, uma alternativa para reduzir a pressão sobre os ambientes aquáticos a partir do esforços da aquicultura e da pesca.
 
Mas a tecnologia vem sendo aprimorada e uma destas empresas tem planos de exportá-la até para o Brasil, como mostra o portal norte-americano Grit Daily. Fundada em 2017, a Finless Foods (algo como Comida Sem Barbatanas, em uma tradução livre) pretende ser a  primeira a produzir o atum bluefin por meio de um processo de construção celular.
 
Os fundadores Michael Selden e Brian Wyrwas já se dedicaram a criar cortes de tilápia, truta arco-íris, salmão, mahi-mahi, lagosta e até baiacu, antes de se concentram no atum bluefin, cuja população mundial segue em declínio. O processo envolve o isolamento das células de um peixe, alimentá-las com um mix de nutrientes e induzir o crescimento em um ambiente controlado até que a carne possa formar cortes como filés e sashimis.
 
No ano passado, a empresa fez a primeira degustação mundial de atum e agora se dedica a aperfeiçoar o sabor, textura e forma dos cortes. Depois de um aporte superior a US$ 15 milhões, a empresa tem o desafio de dar escala à produção e planeja expandir unidades para Brasil e México, considerados mercados em que o segmento e serviços reconhece os benefícios de ter um fornecimento rastreado e transparente de pescado.
 
“Não é falso. Não é comida de laboratório. Não é vegetariano. O que estamos produzindo é biologicamente o mesmo que a verdadeira carne de atum - ela é produzida fora de um animal vivo ”, disse Selden. Segundo ele, o potencial mercado mundial de atum já está em US $ 42 bilhões e está crescendo exponencialmente sem oferta suficiente para atender à demanda.  "Como nossa primeira oferta, começamos com atum. É um peixe premium de luxo e podemos atender ao aumento da demanda de forma sustentável. Mas, nosso objetivo geral é enfrentar a totalidade dos frutos do mar. ”

 

Créditos da imagem: Pixabay

atum bluefin, construção celular, Finless Foods, lagosta, mahi-mahi, salmão, tilápia, truta arco-íris

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3