Fenacam '19 une setor com a missão de elevar produção nacional
Aquicultura

Fenacam '19 une setor com a missão de elevar produção nacional

São esperados mais de 200 expositores e palestras técnicas e comerciais apresentadas por especialistas nacionais e internacionais

13 de novembro de 2019

arroba publicidade
Nesta terça-feira (12), foi realizada a cerimônia de abertura da 16ª Fenacam19, em Natal, Rio Grande do Norte, e como se repete há 16 anos, o setor da carcinicultura nacional se junta em um só lugar para debater métodos e tecnologias que possam auxiliar o País na missão de aumentar a produção de camarão nacional. 
 
A cerimônia de abertura trouxe mais uma vez a preocupação da liberação para a importação do camarão equatoriano ao Brasil e o desejo do setor em elevar os números de produção. Em seu discurso, Itamar Rocha, assessor especial da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC) e presidente da Fenacam, puxou a fila das críticas à decisão do novo presidente do STF, Dias Toffoli, que autorizou os embarques do camarão vannamei equatoriano ao País, após haviam sido interrompidas em maio pela ministra Cármen Lúcia.
 
/div>
 
Rocha também frisou a urgente necessidade do Brasil em realizar mudanças para a carcinicultura nacional voltar a produzir em grande escala. “Estamos deitados em berço não tão esplêndido”, disse.
 
Em entrevista à Seafood Brasil, ele reforçou o pedido. "O Brasil precisa priorizar as coisas, principalmente nas políticas dos Estados".
Para Rocha, os Estados precisam implementar medidas imediatas para que se possa explorar o potencial que o País tem na produção do pescado. "Atender não só o mercado interno, mas também voltar a exportar", concluiu.
 
 
 
 
A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, afirmou o apoio do governo local, tanto financeiro quanto institucional, para que as próximas edições da Fenacam continuem acontecendo em RN, assim como o desejo do Estado voltar a ser o líder na carcinicultura nacional.
 
Programação
Entre os dias 12 e 15 de novembro, a programação  da Fenacam19 conta com palestras técnicas e comerciais apresentadas por especialistas nacionais e internacionais no XVI Simpósio Internacional de Carcinicultura e no XIII Simpósio Internacional de Aquicultura.
 
Já para a feira são esperados mais de 90 empresas expositoras em diversos segmentos do setor, como a Polinutri, que atua com tecnologia em nutrição aqua. De acordo com o zootecnista e líder da Unidade de Negócios Aqua da Polinutri (São Paulo/SP), Aldo Barbugli, o Brasil produz aproximadamente 50 mil toneladas de camarão de cativeiro por ano e sua divisão de negócio tem destacada participação neste setor, próximo de 25%. “Nossa proposta como empresa fornecedora de tecnologias em nutrição capazes de otimizar o desempenho zootécnico desses organismos tem como objetivo apoiar pequenos, médios e grandes empresas em seus desafios diários, porque acreditamos que ‘Juntos vamos mais longe'".
 
Confira a cobertura completa da XVI Fenacam'19 na edição #32 da Seafood Brasil que circulará em meados de dezembro.
 

 

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3