Geneseas conquista certificação BAP e apronta tilápia para mais mercados internacionais

Geneseas conquista certificação BAP e apronta tilápia para mais mercados internacionais

Empresa exporta atualmente 15 toneladas de tilápia para América do Norte e Europa

21 de setembro de 2016

arroba publicidade
Uma das únicas empresas com fluxo regular de exportações de tilápia para o exterior, a Geneseas acaba de conquistar a certificação Best Aquaculture Practices (BAP), avalizada pela organização Global Aquaculture Alliance (GAA).

Com o selo, a Geneseas é a primeira empresa brasileira a fazer parte de um grupo de mais de 1300 empresas em todo o mundo que passaram pela auditoria de toda a cadeia de produção aquícola, incluindo fazendas, fábricas de processamento, alevinagem e fábricas de rações.

O objetivo foi incrementar a presença da tilápia sul-americana em terras norte-americanas e europeias e acessar novos mercados antes restritos pela falta de certificação. Atualmente, a Geneseas embarca à América do Norte e Europa um volume de aproximadamente 15 toneladas de tilápia por semana.

A unidade produtiva no noroeste do Estado de São Paulo é que recebeu a certificação, após passar por uma análise independente conduzida pela firma britânica de auditoria Acoura Marine, indicada pela própria GAA. “Também já tivemos a auditoria para certificação da planta de processamento de Aparecida do Taboado (MS) e o selo deve sair no próximo mês. Assim passaremos a ser BAP 2 estrelas”, complementa Breno Davis, presidente da empresa.

Algumas adaptações tiveram de ser realizadas para preparar a unidade à obtenção do selo. “Tivemos de nos adequar a diversos processos de controle da produção, água e ambiente, garantir a rastreabilidade de 100% do processo e insumos utilizados na produção, comprovar ações e relacionamento com comunidade, além de cumprir rigorosa obrigação em saúde e segurança.”

A conquista significa para a Geneseas um maior protagonismo no fornecimento de pescados obtidos de maneira sócio-responsável para o Brasil e mercados internacionais. “O BAP deve beneficiar as exportações da Geneseas, pois mostra um comprometimento da empresa com desenvolvimento socioambiental sustentável”, diz a empresa em nota.

Para Davis, a certificação atesta o alinhamento da Geneseas com boas práticas aquícolas em todo o mundo. “Ela evidencia o comprometimento da Geneseas com as melhores práticas mundiais em aquacultura e com o desenvolvimento da região onde estão os mais importantes produtores de tilápia do Brasil. Temos orgulho em possuir produtos livres de químicos, ajudando a manter sólidas relações com as partes envolvidas na região”, diz.

Peixes da Amazônia também busca certificação

Nos próximos dias 25 e 26, a Peixes da Amazônia vai participar de um congresso de certificação em Amsterdã, na Holanda, realizado pela Global G.A.P. Na ocasião, a empresa vai apresentar seu case com vistas a conseguir a certificação pelo programa.

O Global G.A.P. tem um programa específico para a aquicultura no qual atesta o cumprimento de aspectos legais, segurança alimentar, bem estar animal e dos funcionários, além de cuidados com o meio ambiente.

“No evento vamos apresentar o trabalho da Peixes da Amazônia que poderá resultar na certificação do pirarucu do Acre.  Essa parceria inicial com a Global G.A.P. será boa não apenas para a piscicultura, mas para todas as cadeias produtivas da agropecuária, seja proteína animal ou de grãos. É importante, pois garante selo de qualidade sustentável para o Acre”, disse em nota o diretor da Peixes da Amazônia, Fábio Vaz.

BAP, GAA, Geneseas, Global G.A.P., Peixes da Amazônia, sustentabilidade

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3