Governo volta atrás e desiste de fusão do IP com IZ
Institucional

Governo volta atrás e desiste de fusão do IP com IZ

Decisão da fusão foi anunciada em março, pegou muita gente de surpresa e gerou descontentamento

06 de agosto de 2019

arroba publicidade
Em março, o governo de São Paulo havia anunciado a fusão do Instituto de Pesca (IP) com o Instituto de Zootecnia (IZ). A decisão pegou muita gente de surpresa e gerou uma grande discussão nas instituições, mas no final de julho, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) informou a desistência das mudanças.
 
A Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC) noticiou um e-mail do diretor do Instituto de Pesca (IP), Vander Bruno do Santos, informando a mudança de decisão da SAA. “Trata-se de uma importante conquista para a pesquisa científica e a sociedade em geral que só foi possível graças à união do corpo técnico do IP, da APqC e da Frente Parlamentar em Defesa das Instituições Públicas de Ensino, Pesquisa e Extensão, coordenada pela deputada Beth Sahão, que ante a proposta de fusão dos institutos questionaram o Governo do Estado de São Paulo sobre os prejuízos que esta medida poderia causar aos servidores e aos trabalhos de pesquisa em andamento. Ficou demonstrada a importância do Instituto de Pesca junto ao setor pesqueiro paulista e a necessidade de se manter a sua autonomia”, frisou a APqC.
 
Conforme a publicação, o Secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, recebeu a APqC para tratar do tema, o que possibilitou para um grupo de pesquisadores do IP pudesse desenvolver o estudo de um novo organograma para o instituto.
 
O diretor do IP ainda teria informado que o referido estudo será discutido em âmbito do CTC, oportunidade em que serão traçadas as definições de trabalho para o próximo quadriênio (PPA 2020-2024). A nota convoca aqueles que queiram participar do futuro do Instituto de Pesca que protocolizem suas sugestões junto ao diretor para que a proposta possa ser efetivamente analisada.
 
 
Entenda a polêmica
 
Em março, uma Carta Aberta enviada pelo corpo técnico, funcionários, pesquisadores e apoiadores do IP, incluindo até entidades de fora do Estado, como o Sindipi, expôs a discordância de 85% do corpo técnico do órgão contra a proposta de fusão com o Instituto de Zootecnia (IZ).
 
Segundo pesquisadores do IP, a queixa era que a ação teria sido realizada “sem transparência ou participação efetiva do corpo técnico, dos demais funcionários ou colaboradores, “vagamente justificada por uma suposta economia dos recursos públicos”. 
 
Conforme exposto no documento, tanto o IP quanto o IZ ficaram surpresos com a notícia da locação de suas atribuições em uma nova organização a ser criada. A proposta estava em condução por Luiz Marques da Silva Ayroza, antigo Diretor do IP e atual diretor do IZ. 
 
Na época, Gustavo Junqueira falou que os contornos da mudança, ainda estavam em discussão. E em vídeo gravado pela Seafood Brasil no evento Anufood, em São Paulo, ele disse que as alterações, somadas às mudanças na Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) (leia mais aqui), que desempenhou papel central na regularização de empreendimentos piscícolas no Estado, eram parte de um esforço para dar mais agilidade ao Estado. 
 

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3