Mato Grosso pode se tornar maior produtor de pescado do país

Mato Grosso pode se tornar maior produtor de pescado do país

20 de outubro de 2014

arroba publicidade

Crédito da imagem: U.S. Department of Agriculture


Pesquisa realizada pelo Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária), vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado avalia o setor de piscicultura no Estado e atesta a tendência de que MT pode se tornar o maior produtor do Brasil, porém existe uma necessidade de investimentos.

Atualmente, o Paraná tem a maior produção do país, são 80 mil toneladas anuais. O Mato Grosso tem uma produção anual que já supera 60 mil toneladas/ano, atestou o estudo. "A maioria da produção é destinada para o consumo no Estado, cerca de 72%", diz um trecho do material.


"O resultado é otimista. Mato Grosso tem potencial para ser líder, mas é preciso investir na cadeia de produção", disse o gestor de Projetos do Imea, Daniel Latorraca, que participou do trabalho, em entrevista ao Globo Rural. 


A metodologia do estudo foi: percorrer 28 municípios produtores, em 10 meses. Ouvir 231 produtores (o equivalente a 20% do total), além de 16 frigoríficos e pontos de comercialização de peixe.


Porém, um dos problemas notados pelo estudo foi a falta de profissionalização, afinal a mais de 55% dos piscicultores começaram na atividade há menos de cinco anos  e "para muitos produtores, a atividade ainda é tratada quase como um hobby, no máximo uma atividade secundária na propriedade. Isso é algo que tem de mudar para que o mercado seja consolidado", disse o superintendente do Imea, Otávio Celidônio, disse em entrevista ao Globo Rural.


Outro problema foi o licenciamento ambiental. "A falta de estratégia pública para o desenvolvimento da cadeia gera leis complexas e burocráticas em relação ao meio ambiente", aponta o estudo.


De acordo com o estudo, o consumo de pescado no país está crescendo, porém os níveis de exigências também cresceram. "A indústria deve explorar um produto de baixo custo, de fácil acesso e preparo para o consumidor final, com o propósito de competir diretamente com os filés importados de peixes congelados”, diz a pesquisa.

aquicultura, Cuiabá, estudo, Mato Grosso, Paraná, pescado, pesquisa, produção

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3