Novas regras internacionais devem tornar cultivo de camarão mais sustentável

Novas regras internacionais devem tornar cultivo de camarão mais sustentável

28 de março de 2014

arroba publicidade

Crédito da imagem: Petr & Bara Ruzicka/Creative Commons


A Shrimp Aquaculture Dialogue (SAD), organização internacional de pesquisa e desenvolvimento de camarão, entregou para o conselho internacional de manejo da aquicultura (Aquaculture Stewardship Council - ASC) sua decisão a respeito do cultivo deste fruto do mar, após sete anos de estudos. A conclusão do documento é um marco importante para o ASC e um passo no sentido da promoção da carcinicultura mais responsável. Os membros da SAD criaram normas com uma série de requisitos para enfrentar os principais impactos da indústria.


O documento propõe ajustes para as  fazendas de criação, de como atender os novos requisitos de manejo responsável nos próximos anos e reduzir assim impactos ambientais. Tornando, desta maneira,  o setor muito mais sustentável.

Os envolvidos estão comemorando. Chris Ninnes , CEO da ASC , disse em comunicado: "Eu tenho que aplaudir os indivíduos do SAD - cerca de 400 pessoas trabalharam incansavelmente , inclusive ONGs, empresas, cientistas e outros. É uma façanha trazer esses pontos de vista e conhecimentos variados em conjunto para criar este importante documento. Eu estou antecipando interesse precoce em certificação da ASC de fazendas de camarão e estamos ansiosos para que mais empresas se comprometam com a  sustentabilidade de suas operações.”

“Estes padrões são um grande avanço para a produção de camarão sustentável", disse Jason Clay, vice-presidente sênior da WWF de transformação do mercado. “O camarão é o produto marinho mais valioso negociado no mundo hoje, com a indústria crescendo a uma taxa de 10% ao ano. Essas normas vão ajudar a garantir esse crescimento de forma sustentável.”

O Camarão é o sétimo produto a participar do programa global da ASC para a aquicultura responsável. A maior parte da produção da espécia está na China, seguido por Tailândia, Indonésia, Índia, Vietnã, Brasil e Equador. Porém muitas fazendas de camarão, grande ou pequenas,  na América Central , Sudeste da Ásia e em outros lugares já estão trabalhando para produzir camarão com responsabilidade.

O primeiro treinamento da certificadora ASC para o camarão foi realizado em Bangkok, na Tailândia, em dezembro de 2013. As fazendas podem agora contratar auditores e realizar avaliação. Espera-se que as primeiras auditorias aquícolas passem a atuar no mercado a partir de maio de 2014, e os primeiros produtos certificados ASC para camarão estejam disponíveis para o público no final do ano.

 

aquicultura, ASC, camarão, certificação, certificado, cultivo, msc, sad, sustentabilidade

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3