Pescadores de Santa Catarina reclamam da baixa na safra da tainha

Pescadores de Santa Catarina reclamam da baixa na safra da tainha

18 de julho de 2013

arroba publicidade
Crédito da imagem: Rodrigo Soldon

A tainha está desaparecendo de Santa Catarina. A pesca vinha rendendo frutos no início do ano, superando inclusive o resultado de 2012, porém desde a segunda metade de maio, os peixes sumiram das redes. A realidade é confirmada pelos representantes da classe. Seja dos pescadores artesanais ou industriais, a opinião é a mesma, a safra de 2013 ficará abaixo do que todos esperavam.

Segundo a Federação de Pescadores do Estado de Santa Catarina (Fepesc), o início da safra deste ano foi melhor para a pesca artesanal do que a do ano passado. O levantamento feito do primeiro semestre diz que já foram capturadas 630 toneladas do pescado neste ano, contra 425 toneladas ano passado. Entretanto, a queda depois de maio foi brusca e a classe acredita que não vai atingir o que era esperado — entre 800 e 1,2 mil toneladas.

Quando o assunto é pesca industrial os números são ainda mais preocupantes. Em 2012, foram capturadas pelos armadores 1.513 toneladas de tainha no litoral catarinense só no primeiro semestre. Mas neste ano, segundo a estimativa do Grupo de Estudos Pesqueiros (GEP), da Univali, foram pescadas apenas 463 toneladas até o começo de julho; número três vezes menor do que o ano anterior.

A lei de oferta e demanda já aparece no bolso do consumidor, pois o quilo da tainha varia entre R$ 7 e R$ 9 nesse primeiro semestre, o dobro de 2012, quando o valor ficava entre R$ 4 e R$ 5 no mesmo período.

Balneário Camboriú, Itajaí, maio, pecadores, pescado, queda, Santa Cataria, tainha

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3