Pitadas do varejo: GPA investe R$ 1,35 bilhão, marca própria cresce e Abilio aumenta fatia no Carrefour

Pitadas do varejo: GPA investe R$ 1,35 bilhão, marca própria cresce e Abilio aumenta fatia no Carrefour

As notícias do varejo estão movimentadas no período pós-Quaresma. Enquanto a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) prepara a divulgação de seu ranking anual dos maiores supermercadistas para o dia 28 de abril, duas das maiores redes divulgaram novidades importantes.

16 de abril de 2015

arroba publicidade
As notícias do varejo estão movimentadas no período pós-Quaresma. Enquanto a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) prepara a divulgação de seu ranking anual dos maiores supermercadistas para o dia 28 de abril, duas das maiores redes divulgaram novidades importantes.

Com crescimento de 14,8,% na receita líquida no primeiro trimestre, o Grupo Pão de Açúcar começa o ano com muitos motivos para comemorar. A receita foi de r$ 17,24 bilhões no período, com alta de 8% no segmento alimentar, para R$ 8,92 bilhões. Segundo o GPA, o desempenho positivo se deu por conta da recuperação do volume e fluxo de clientes nas lojas.

A bandeira Extra foi grande responsável pela retomada, pois recuperou patamar de vendas de mesmas lojas (excetuando lojas novas) no primeiro trimestre, "revertendo a tendência para crescimento positivo", disse a empresa. Reflexo, segundo o GPA, de uma "estratégia com foco em competitividade e o êxito das dinâmicas comerciais implementadas nos últimos meses".

Outra notícia positiva sobre o GPA é a decisão do Conselho de investir R$ 1,35 bilhão em 2015, cifra relevante em um ano com ambiente macroeconômico desfavorável. Esta quantia também será aplicada na remuneração de acionistas, mas será destinada principalmente à expansão de redes como o Assaí Atacadista.

Já o Carrefour segue em pauta por conta de seu acionista mais famoso, o ex-presidente do Conselho do Pão de Açúcar, Abilio Diniz. O filho do fundador do GPA agora segue incrementando sua participação no concorrente. Recentemente, ele dobrou sua participação no grupo global para 5,07%, tornando-se o quarto maior acionista da rede francesa, depois de aplicar o equivalente em euros a quase R$ 2 bilhões.

Diniz já detém 10% da subsidiária brasileira, após operação feita em dezembro de aquisição de R$ 1,8 bilhão. Fontes disseram ao jornal Estadão que o empresário tem possibilidade de se tornar até presidente do Conselho da matriz francesa, em junho, quando haverá assembleia geral de acionistas. Além disso, foi reeleito, na semana passada, presidente do conselho de administração da BRF.

Marcas próprias em ascensão

Enquanto o noticiário se debruça sobre a adaptação das redes à distribuição de sacolinhas, outro assunto ganha força. O dólar em alta faz as marcas próprias crescerem, conforme apurou o jornal O Dia. De olho no comportamento do câmbio, a rede Cencosud reviu a estratégia e está intensificando a venda de produtos com marca própria nos 370 estabelecimentos que mantém no Brasil.

A marca Prezunic é a escolhida para este produtos, cuja expectativa é que as vendas desses itens representem de 4% a 5% do faturamento no Brasil. Até o fim deste ano, a rede deverá chegar a 300 itens do gênero, patamar que pode chegar a 700 em 2016. Atualmente, são 120 produtos com marca própria.

abras, Bretas, carrefour, Cencosud, GBarbosa, GPA, Pão de Açúcar, Prezunic

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3