Portugal é o primeiro país mediterrâneo com mexilhão sustentável

Portugal é o primeiro país mediterrâneo com mexilhão sustentável

09 de dezembro de 2014

arroba publicidade

A pescaria de mexilhões de Algarve, em Portugal, foi declarada sustentável pela Marine Stewardship Council (MSC). A iniciativa partiu da Companhia de Pescarias do Algarve, uma empresa que está prestes a completar 150 anos de existência.


“É uma certificação que achamos que valia a pena”, afirma António Farinha, presidente do conselho de administração em entrevista à imprensa lusitana. O selo de sustentabilidade, explica Farinha, é importante para se conquistar mercados exigentes, como os do Norte da Europa e América do Norte.

A empresa quer se tornar a maior fornecedor de mexilhões para o continente europeu e um dos maiores exportadores do mundo. O que faz do mexilhão do Algarve sustentável é a forma como é criado. “É um processo completamente natural, não damos qualquer alimento, qualquer antibiótico”, ressalta. “A qualidade da água é tal que permite ter mexilhões em cinco meses”, completa o responsável da companhia. Os animais reproduzem-se naturalmente, não é preciso voltar a “semeá-los”.


Conseguir o selo de sustentabilidade não foi fácil, segundo a empresa. O processo implica garantir que o estoque do recurso permaneça estável, que não haja impacto no ecossistema. E tudo tem de ser confirmado por auditorias independentes do MSC, já que a entidade apenas fixa as normas. “O processo de certificação levou um ano”, diz Farinha.

Além da pescaria em si, o selo pode ser usado nos produtos provenientes dela. Na prática, o rótulo significa que aquele produto provém de uma atividade certificada e seguiu uma cadeia também alvo de certificação até chegar ao consumidor final.

A Companhia de Pescarias do Algarve espera, por exemplo, utilizar o selo em patês e conservas de mexilhão, bem como no mexilhão congelado, com o qual quer competir no mercado internacional, dominado por países como Nova Zelândia, Espanha e Chile.


 (créditos de imagem: 9º Festival do Mexilhão/Creative Commons)

mexilhão, msc, Portugal, sustentável

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3