Preço da sardinha despenca no RJ; setor vê dificuldade para escoar produção

Preço da sardinha despenca no RJ; setor vê dificuldade para escoar produção

13 de agosto de 2013

arroba publicidade
Crédito da imagem: Fernando DC Ribeiro

O setor de pescado da região de Angra dos Reis, Rio de Janeiro, gera cerca de 12 mil empregos diretos e indiretos. Só no primeiro semestre desse ano, a produção de sardinha, uma das principais espécies da região, ultrapassou 14 mil toneladas. No entanto, quem vive da pesca ou do comércio do peixe tem encontrado dificuldades, com os prejuízos projetados para escoar toda a produção.

Um exemplo levantado pelo portal de notícias G1, é do pescador Elias Pereira, que tem três barcos, mas não consegue cobrir os custos com as embarcações, por causa dos preço praticado nos últimos meses.

"Setenta centavos não supre o custeio do peixe”, afirma o pescador. Para ele, abastecer o barco, pescar e trazer para o cais a sardinha já sai em média R$ 0,70 o quilo. “Aí você chega aqui e ainda usa gelo para carregar no caminhão, sem falar do frete pra deslocamento, pra Rio, São Paulo, pra onde quer que seja. O preço correto seria na faixa de R$ 1,30 ou R$ 1,40 o quilo", explicou ao portal de notícias.

O problema, segundo o Secretário de Pesca Júlio Magno Barros, é a importação da sardinha pelo mercado brasileiro. O Secretário disse que o setor está se organizando e deve levar um documento pedindo a revisão da política de importação ao Ministério da Pesca e Aquicultura.

Angra, importação, sardinha

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3