Quer vender aos EUA? Tenha em conta estas seis tendências no mercado de alimentos

Quer vender aos EUA? Tenha em conta estas seis tendências no mercado de alimentos

Estudo da consultoria Mintel aponta os caminhos para uma diversificação na elaboração de produtos endereçados aos consumidores norte-americanos

03 de maio de 2018

arroba publicidade
As exportações de pescado brasileiro aos Estados Unidos cresceram 14% em 2017. Em paralelo, o bloqueio à União Europeia deve forçar algumas empresas a buscarem o mercado norte-americano como saída, enquanto outras procurarão aumentar o fluxo dos produtos que já despachavam.

O crescente contato com este mercado reforça a necessidade de ampliar o conhecimento sobre as tendências de consumo. Abaixo, você confere as seis tendências elencadas do food service dos EUA pela consultoria Mintel para embasar a tomada de decisão para este mercado:

#1: Mediterrâneo moderno

Os consumidores estão se tornando cada vez mais familiarizados com os sabores e ingredientes em pratos do Oriente Médio. A cozinha focada nestes pratos cresceu 32% nos cardápios do quarto trimestre de 2015 ao quarto trimestre de 2017.

#2: Não tão doce

Como os clientes geralmente pretendem atacar um equilíbrio entre saúde e indulgência, sobremesas
estão equilibradas com sabores que moderam seu nível geral de doçura. Mesmo que soe estranho, sabores como azeite e vinagre estão crescendo especificamente como sabores de sobremesa.

Azeite como aroma em sobremesas cresceu 16% no quarto trimestre 2015-17.

#3: Colorido funcional

Alguns ingredientes de sabor são usados para adicionar cor e um apelo saudável aos pratos. O inhame roxo, popular na cozinha filipina adiciona um toque de roxo nos itens do menu, além de antioxidantes e vitaminas. Outros ingredientes coloridos como o sumagre, especiaria usada para dar acidez, e algas adicionam uma explosão de cor e saúde (antioxidantes e proteína) para uma variedade de pratos.

#4: Misturas de especiarias

Estas misturas podem emergir de uma variedade de cozinhas, incluindo Africana, Oriente Médio e Asiática. 32% dos consumidores pesquisados disseram que pretendem ver mais temperos africanos em alimentos para o varejo.

#5: Molhos e cremes 

Como um aperitivo, molhar o alimento em um creme ou untá-lo com um creme de sabor específico também crescem como tendências. Outra aplicação é em sanduíches, ou um prato familiar com este novo molho - o que adiciona um pouco de interesse, dando aos clientes mais confiança em tentar algo novo.

#6: Sabores de carne

Enquanto muitos consumidores aproveitam os sabores de proteínas animais, um número crescente de
os consumidores olham para outras alternativas vegetais e animais, como o peixe. Não se trata mais de públicos veganos ou vegetarianos, mas consumidores procurando variedade e escolha.

No entanto, os clientes ainda anseiam pelos sabores salgados que encontram em produtos cárneos. Estes
sabores podem ser alcançados através dos mesmos métodos usados para cozinhar carnes, como a cura, grelha e defumação. Temperos normalmente usados com carnes vermelhas, como pastrami e especiarias, também pode sugerir um sabor de carne quando usado com outros ingredientes, incluindo
peixe e legumes.

exportação de pescado, food service, mintel, pescado, retail, tendências de mercado

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3