Restaurantes de pescado crescem no Brasil

Restaurantes de pescado crescem no Brasil

22 de setembro de 2014

arroba publicidade

Crédito da imagem: Marko Kudjerski


 O consumo de pescado está crescendo e o número de restaurantes especializados também está aumentando, é assim que está acontecendo em várias capitais do Brasil. Em Cuiabá, o consumo de peixe em restaurantes sobe cerca de 15% em um ano.  Em Porto Alegre, o tradicional churrasco está perdendo espaço para o peixe cru, o número de restaurantes japoneses na capital gaúcha está alcançando o número de churrascarias, segundo o Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre (Sindpoa).

“Essa é a tendência em qualquer cidade do Brasil e do mundo. Para nós, esse crescimento sempre é bom. Queremos nossa gastronomia atualizada”, disse Henry Starosta Chmelnitsky, presidente do sindicato ao Zero Hora. 

Em Porto Alegre, 84 restaurantes japoneses, desses 15 abriram as portas em 2013 e nesse ano já são oito novos estabelecimentos. Porém, na região não são só os restaurantes que faturam mais com o crescimento do pescado, o varejo também comemora, os comerciantes de ingredientes e utensílios de cozinha e professores de culinária também se beneficiam a ótima fase dos negócios.


Professor de sushi e consultor de restaurantes, Linio Cardoso Filho dá aulas há 10 anos. “Antes as turmas tinham cerca de 10 alunos. Hoje, os grupos reúnem até 70 inscritos, das mais variadas faixas etárias, incluindo até crianças. Dou muita aula para amadores e cozinheiros de final de semana, mas 30% dos alunos estão focados em abrir um negócio próprio ou trabalhar na área”, diz o professor em entrevista ao Zero Hora.


Em Cuiabá, os incentivos governamentais focam em aumentar o consumo do pescado. Segundo Joelson Venega, proprietário da peixaria Cacalo, o consumo de peixe nos restaurantes locais especializados na culinária típica, como receitas de mojica de pintado e ventrecha de pacu, aumentou a 15% em relação a 2013.


“As pessoas estão passando a consumir mais. Quem não comia peixe passa a comer. Além dos incentivos do governo federal e da Prefeitura, hoje você chega ao supermercado e tem o peixe limpo. O pintado, pacu, matrinxã e a piraputanga são os mais consumidos. Os peixes servidos aqui na Cacalo vem do Rio Cuiabá e até do Rio Paraguai. O Rio Cuiabá ainda tem muito peixe”, comenta Venega em entrevista ao CenárioMT.   

Brasil, churrascaria, comida japonesa, consumo, Cuiabá, food service, gastronomia, Porto Alegre, restaurantes, sushi

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3