Santa Catarina reage para readequar pesca às exigências europeias

Santa Catarina reage para readequar pesca às exigências europeias

Órgão vinculado ao governo catarinense fará inspeção dos barcos e atracadouros

09 de fevereiro de 2018

arroba publicidade
O governo de Santa Catarina e o Ministério da Agricultura (Mapa) adotaram esforços em conjunto para tentar acelerar a retomada das exportações de pescados para a União Europeia, segundo informa a assessoria MB Comunicação. A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) assumiu a inspeção dos barcos de pesca industrial e desembarcadouros que trabalham com exportação para UE para posterior certificação do Mapa.

A medida foi anunciada na terça-feira (06/02) pelo secretário catarinense de Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa. O Mapa entrará com treinamento até 19 de fevereiro aos técnicos da Cidasc com a listagem dos itens a serem observados durante as vistorias e, já no dia 20, o processo de inspeção deve começar. “Nós queremos dar agilidade ao processo de retomada de exportações, fortalecendo o setor pesqueiro do estado”, ressaltou Sopelsa em nota.

De acordo com o presidente da Cidasc, Enori Barbieri, cinco técnicos designados para o trabalho já receberam do Mapa os cadastros com itens como: condições do barco, cadastro de GPS, situação de higiene sanitária e capacidade de frios. "Depois, vamos elaborar um relatório de cada embarcação visitada, repassando isso ao Ministério da Agricultura. Cabe ao Mapa liberar as exportações e fornecer o certificado”, finalizou o presidente.

Já o Sindicato dos Armadores e das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região (Sindipi) será responsável por organizar as embarcações para que sejam vistoriadas, dando prioridade para aquelas que estiverem ancoradas nos portos catarinenses.

Na quarta-feira (07), o presidente da Cidasc esteve em Itajaí e visitou o sindicato, juntamente com o seu corpo técnico. De acordo com o próprio Sindipi, Barbieri participou de uma reunião com representantes da entidade e das indústrias associadas e falou do desejo da Cidasc em colaborar com o setor pesqueiro, acelerando a retomada do processo de exportação.

A certificação da Cidasc terá abrangência em toda a costa brasileira e poderá ser feita inclusive em barcos de outros Estados que descarregam pescado em Santa Catarina.  Isso é possível porque Santa Catarina aderiu ao Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA) – sistema que garante a inspeção e fiscalização de produtos de origem animal e vegetal de maneira uniforme e equivalente em todos os Estados.

A atuação da Cidasc não interfere na continuidade das negociações entre o Ministério da Agricultura e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), que poderá realizar as vistorias no futuro.

Crédito da foto: Divulgação/MB Comunicação

Cidasc, exportações, Inmetro, pesca, Sindipi, Suasa, União Européia

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3