Vietnã muda lei e promete melhorar as exportações de panga

Vietnã muda lei e promete melhorar as exportações de panga

16 de outubro de 2014

arroba publicidade
Crédito da imagem: John Bostock

O governo do Vietnã revelou novas leis sobre o processamento de panga. A lei entra em vigor no dia 1º de Janeiro de 2015. O objetivo é permitir um melhor controle sobre a qualidade das exportações do pescado.


As novidades são:

limitar o conteúdo de imersão e umidade dos filés de panga para 83%, o que está bem abaixo a prática corrente.
pedir que os exportadores só façam compras de fazendas aprovadas, a partir de janeiro de 2016.
suspensão da licença de exportação de uma empresa que não cumprir as regras e gerar rejeição no mercado internacional.

 

A nova lei especifica um nível de umidade aceitável que não seja maior do que 83%. Atualmente, a especificação comum é para cerca de 85% de umidade.


A legislação vai exigir certificação de todas as fazendas para VietGAP normas, ou um padrão internacional aceitável. As fábricas de transformação terão que ter total rastreabilidade de seus produtos.


O regulamento também limita o glazing a 10%, exceto quando os regulamentos dos países importadores têm um padrão diferente mais ou para menos. O rótulo terá que incluir o peso líquido, percentual de glazing e o nome de qualquer aditivo químico que foi usado durante o processamento. Por fim, a lei prevê que o governo pode suspender a licença de exportação para qualquer comerciante que infringir estas regras, informou o site Seafoodnews.com.

exportação, exportações, glazing, legislação, lei, panga, pescado, sustentabilidade, Vietnã

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3