Vietnã atrasa medida que reduz água no panga

Vietnã atrasa medida que reduz água no panga

O governo do Vietnã anunciou que irá prorrogar até 2016 o prazo para as empresas se adequarem a um novo regulamento que muda porcentagens de água incorporada nos produtos à base de panga.

07 de janeiro de 2015

arroba publicidade
Crédito da foto: Vasep

Enquanto o Ministério da Agricultura brasileiro se prepara para intensificar as ações de combate à fraude econômica, o governo do Vietnã anunciou que irá prorrogar até 2016 o prazo para as empresas se adequarem a um novo regulamento que muda porcentagens de água incorporada nos produtos à base de panga.

De acordo com a associação de produtores vietnamitas, a Vasep, o Decreto nº 36, que entraria em vigor em janeiro de 2015 e foi prorrogado, obriga a adoção de 10% de glazing (camada protetora de água que recobre os produtos congelados) e estabelece ma porcentagem padrão de umidade em 83%.

O governo cedeu à pressão de exportadores locais da província de An Giang, que entraram com uma petição ao governo pedindo o adiamento. Segundo a Vasep, baseada no portal TuoiTreNews, as empresas reconhecem que a nova regra se destina a aumentar a qualidade das exportações de pangasius vietnamita, mas deveria ter sido implementada em um esquema piloto para medir a reação do mercado antes de ser oficialmente colocada em prática.

Produtores estimam que o preço poderia subir 1 dólar por kg, alcançando algo em torno de US$ 3,40. Os Estados Unidos e a Europa são os principais clientes do panga, com 39,3% das importações da espécie, cuja produção vem aumentando no Vietnã.

Segundo Nguyen Hoai Nam, secretário geral da Vasep, as exportações de panga devem fechar com aproximadamente US$ 1,8 bilhões, aumento de 0.2% ante 2013. A produção total estimada para 2015 é de 1,2 milhões de toneladas, em uma área de 5.500 hectares.

exportações, Mapa, pangasius, Vasep

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3