PPM 2020: piscicultura produziu 551,9 mil toneladas em 2020
Aquicultura

PPM 2020: piscicultura produziu 551,9 mil toneladas em 2020

Produção de camarão criado em cativeiro cresceu 14,1%, totalizando 63,2 mil toneladas

29 de setembro de 2021

Em mais um ano de grande disparidade de dados com o levantamento da Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR), o IBGE divulgou na manhã desta quarta-feira (29/09) que a piscicultura cresceu 4,3% em 2020, chegando a 551,9 mil toneladas. Os dados fazem parte da Pesquisa Pecuária Municipal 2020.
 
Já de acordo com a PeixeBR, a piscicultura brasileira cresceu 5,93% em 2020 com 802.930 toneladas produzidas.
 
Segundo o IBGE, os três principais Estados produtores não mudaram: Paraná, com 25,4% do total nacional; São Paulo (10,0%) e Rondônia (8,7%). Nova Aurora (PR), segue como principal município produtor, responsável por 3,6% da produção nacional e 14,0% da produção do estado.
 
Com alta de 6,1%, a tilápia continuou sendo a principal espécie, respondendo por 62,3% do total de peixes produzidos ou 343,6 mil toneladas. A região Sul se destaca na criação de tilápias, respondendo por 48,2% do total da espécie produzido no país em 2020. O Tambaqui é a segunda espécie mais produzida, com 100,6 mil toneladas, provenientes, principalmente, da região Norte (73,0% do total).
 
 
RN e CE concentram 68% da produção nacional de camarão
 
Conforme o IBGE, a produção de camarão criado em cativeiro cresceu 14,1%, totalizando 63,2 mil toneladas. Os números informados na pesquisa também divergem dos apresentados pela Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC). Segundo a ABCC, o Brasil produziu 112 mil toneldas de camarão em 2020 e 90 mil toneladas em 2019.
 
O valor de produção da carcinicultura foi de R$ 1,3 milhão, alta de 9,3% ante 2019, segundo o IBGE. O Nordeste foi responsável por 99,6% da produção do País, que é liderada por dois estados: Rio Grande do Norte (34,8%) e Ceará (33,2%).
 
Aracati (CE), após dois anos como segundo maior produtor, retornou para o primeiro lugar, com 3,9 mil toneladas, alta de 31,1%. Pendências (RN), após dois anos como maior município produtor, recuou 4,5% e caiu para segundo lugar, com 3,7 mil toneladas.

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3