Pesquisa analisa alimentação fora do lar

Pesquisa analisa alimentação fora do lar

17 de setembro de 2014

arroba publicidade

Crédito da imagem: Matthew Hine


A Equipotel São Paulo 2014, realizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, no pavilhão de exposições do Anhembi entre os dias 15 e 18 de setembro, contou com a apresentação de uma pesquisa inédita: “As Reais Necessidades do Universo da Alimentação Fora do Lar”.


Os dados foram apresentados por Enzo Donna, da ECD Consultoria, e coletados juntos a 106 estabelecimentos, sendo os principais hotéis, restaurantes, lanchonetes, padarias, bares, redes de fast-food e refeições coletivas de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife (PE) e Curitiba (PR). As entrevistas foram feitas com 85% de compradores, 14% com proprietários e 1% de chefs de cozinha.

A pesquisa foi encomendada pela Equipotel São Paulo para entender as necessidades do segmento. Segundo os dados, entre os entrevistados: 64% buscam qualidade, 27% preço e 9% estão atrás de prazo de pagamento. “O tema qualidade está cada vez mais relevante. Comprar o mais barato, sem qualquer tipo de consulta, está se tornando um problema, pois afeta a segurança alimentar”, alerta Donna, em entrevista ao site Pan Hotéis. 

Entre as fontes de abastecimento, os distribuidores especializados são os mandatários do mercado. A indústria também foi bastante citada, em especial pelas redes de fast-food. “Quando os estabelecimentos são de pequeno ou médio portes, o distribuidor é a escolha natural. Quando o negócio é considerado grande, a indústria absorve essa demanda. Vale dizer que, no Brasil, há hoje cerca de 350 distribuidores exclusivos para o mercado de food service, número que não para de crescer”, completa o especialista.

"Alguns dados chamaram bastante atenção, como o modo que são feitas as compras. Atualmente, entre 32% a 39% as realizam por telefone. Há também uma busca pela mão-de-obra qualificada e preocupação em oferecer bons serviços. Outro dado interessante é que a internet ainda não alcançou patamar de importância no momento da compra. Ainda não se tornou um hábito”, atenta Donna.

"Essa pesquisa foi realizada pela primeira vez no Brasil e trouxe dados que são interessantes para o mercado. Com o crescimento do setor, há necessidades que até então não havíamos atentado e a pesquisa ajuda a entender um pouco mais sobre isso. Nosso objetivo era identificar em estabelecimentos referenciais as principais demandas e necessidades dos segmentos do mercado de food service", concluiu.

 

alimentação fora do lar, estudo, food service, pesquisa

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3