Qualidade, agroindústria e peixes não-convencionais: VIII Simcope adianta programação

Qualidade, agroindústria e peixes não-convencionais: VIII Simcope adianta programação

Evento equilibra programação científica com temas sobre o agronegócio do pescado

28 de junho de 2018

arroba publicidade
A organização do VIII Simpósio de Controle de Qualidade do Pescado (Simcope) já adiantou parte da programação das palestras e debates que farão parte desta edição, organizada na unidade do Instituto de Pesca SP, no Parque da Água Branca, em São Paulo (SP), entre 09 e 11 de outubro de 2018.

A Unidade Laboratorial de Tecnologia do Pescado do Instituto de Pesca, idealizadora e responsável pela organização do evento, definiu três eixos principais, cujas apresentações serão distribuídas no decorrer dos três dias de evento. Os paineis serão seguidos de mesas-redondas, nas quais os palestrantes serão convidados a debater com o público.

Os peixes não convencionais (PENACOS) e a sustentabilidade no consumo de pescado são os temas do primeiro painel, que começa às 9h do dia 09/10, com a participação dos chefs Márcio Okumura, Fábio Leal, Daniel Stucchi e José Monteiro Júnior e a jornalista Fernanda Lopes, que irá analisar a influência destes profissionais na formação de opinião, popularização e aumento de consumo dos "penacos".

O segundo painel, a partir das 14h do dia 10/10, abordará os desafios e oportunidades da agroindústria de pescado, com temas como a nova estrutura de fiscalização da agroindústria de pescado, o mercado de biomoléculas e a verticalização da produção e mercado na tilápia.

Já o terceiro painel, às 14h do dia 11/10, vai se concentrar na qualidade da matéria-prima na cadeia produtiva do pescado. O uso de antimicrobianos na aquicultura, perspectivas para o desenvolvimento sustentável e a segurança alimentar na cadeia do pescado marinho serão alguns dos temas.

Cursos e gastronomia

O VIII Simcope terá ainda a quarta edição do Concurso Gastronômico com o tema "O Pescado na Alimentação do Brasileiro: consumo responsável e sustentabilidade". O concurso culinário será feito em parceria com a Universidade Católica de Santos (UniSantos) e focado em alunos do Ensino Médio regularmente matriculados nas escolas parceiras da UniSantos.

Ainda como parte da programação serão realizados dois minicursos, um sobre o processo de desenvolvimento de produto a base de pescado e outro sobre o aproveitamento de resíduos da indústria de pescado. A conferência de abertura falará sobre as estratégias para o fortalecimento do parque industrial do pescado brasileiro, com Eduardo Lobo, presidente da Abipesca.

Abipesca, Eduardo Lobo, Fábio Leal, Fernanda Lopes, Instituto de Pesca, Márcio Okumura, SIMCOPE, UniSantos

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3