EUA se mantiveram como principal destino de exportações do Brasil
Indústria

EUA se mantiveram como principal destino de exportações do Brasil

País importou nos primeiros oito meses do ano 10 mil toneladas de itens aquáticos, principalmente lagostas, pargos e outros congelados

10 de setembro de 2020

arroba publicidade
Os Estados Unidos se mantiveram como principal destino de exportações de pescado do Brasil até agosto, segundo levantamento da Seafood Brasil junto ao Comex Stat com apoio da tecnologia Jubart.
 
O país importou nos primeiros oito meses do ano 10 mil toneladas de itens aquáticos, principalmente lagostas, pargos e outros peixes congelados. A tilápia foi o quinto item mais vendido àquele país, o que rendeu uma receita de US$ 3,9 milhões.
 
 
Tambaquis e seus híbridos, cavalinhas e produtos secos e salgados foram os itens que mais cresceram, respectivamente, nas exportações brasileiras de pescado entre janeiro e agosto de 2020. A receita obtida com o peixe amazônico e suas variantes foi 1636% maior do que no mesmo período de 2019, para US$ 275 mil.
 
No entanto, o volume, de 170 toneladas, é muito inferior ao do segundo colocado em crescimento: a cavalinha, que representou uma receita de US$ 1,3 milhão até agosto deste ano, cresceu 1046% na receita e 4285% no volume exportado no período.
 
Créditos da imagem: Pixnio
 

cavalinha, Comex Stat, EUA, exportações, Jubart, lagosta, pargo

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3