Idam intensifica assistência para regularização do pirarucu manejado
Pesca

Idam intensifica assistência para regularização do pirarucu manejado

Conforme o último levantamento do Idam em 2019, a produção do pirarucu manejado registrou mais de 2,8 mil toneladas

24 de novembro de 2020

arroba publicidade
O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) informou que está intensificando a assistência técnica para a regularização de pescadores do pirarucu manejado. Um dos exemplos citados é o do Cartão do Produtor Primário (CPP), emitido exclusivamente pelo Idam, ao qual os pescadores/manejadores passaram a ter acesso desde setembro deste ano. 
 
O documento possibilita a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na compra de insumos, apetrechos de pesca e demais equipamentos utilizados na atividade, além de possibilitar descontos na energia elétrica.
 
Conforme o último levantamento do Idam em 2019, a produção do pirarucu manejado registrou mais de 2,8 mil toneladas. Desse total, os municípios da sub-região Jutaí/Solimões/Juruá produziram juntos 1,7 mil toneladas, representando 63% da produção total. 
 
Para o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, o pirarucu manejado é um exemplo de extrativismo moderno e sustentável. “A atividade tem sido responsável pela recomposição do estoque natural da população do pirarucu e, ao mesmo tempo, pelo aumento da oferta do pescado destinado à comercialização”, destacou o presidente, ao enfatizar que o pirarucu está na trilha do açaí e logo irá ganhar mercados nacional e mundial.
 
Valdenor ressalta que o Idam trabalha para identificar investidores nacionais dispostos a processar o pirarucu próximo das áreas de pesca. Segundo ele, a instalação de agroindústrias de processamento, nessas áreas, seria a forma mais rápida de agregar valor à produção.
 
“Todo esse trabalho deve ser realizado em parceria com a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa/Sepror), da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf) e com o setor privado”, disse.
 
 
Créditos da imagem: Pixabay
 

, Cartão do Produtor Primário, ICMS, Idam, manejo, Pirarucu

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3