Brasil se recupera e Noruega alcança melhor agosto em exportações
Indústria

Brasil se recupera e Noruega alcança melhor agosto em exportações

Reabertura gradual dos mercados globais estimula expansão das vendas a vários destinos

10 de setembro de 2021

arroba publicidade
A Noruega atingiu o maior recorde na exportação de peixes e frutos do mar para o mês de agosto da história. Foram exportados o equivalente a 9,6 bilhões de coroas norueguesas (R$ 5,96 bilhões, aproximadamente), um aumento de 2,3 bilhões de coroas norueguesas (R$ 1,4 bilhão), ou 32%, em comparação com agosto do ano passado. “Uma reabertura gradual dos mercados globais obviamente teve um efeito positivo”, disse a CEO do Norwegian Seafood Council, Renate Larsen.
 
Espécies como o salmão, a cavala, o bacalhau e o caranguejo-real foram os que mais contribuíram para esse aumento.
 
Depois de um início de ano fraco, o Brasil é hoje o país com o maior aumento no volume de exportação de bacalhau em 2021. O volume foi mais de 1.800 toneladas maior do que no ano passado. Neste ano, o volume de exportação de bacalhau e saithe aumentou mais de 20%.
 
Em agosto, houve um novo crescimento de volume para o Brasil de 300 toneladas, ou 157% mais para o bacalhau. Também para o saithe, as exportações estão indo bem, com crescimento das exportações de 600 toneladas, um aumento de 202%. 
 
No total, o Brasil importou quase 1.700 toneladas de bacalhau em agosto, no valor de 83 milhões de coroas norueguesas (R$ 50,68 milhões). “Nos últimos quatro meses, o volume de exportação de bacalhau de saithe e bacalhau foi maior do que em 2019. Essa evolução positiva dá otimismo e a crença de que o país está agora no rumo certo”, diz Øystein Valanes, enviado do Norwegian Seafood Council para o Brasil.
 
Leia mais no site do conselho.

bacalhau, Conselho Norueguês da Pesca, Gadus morhua, Noruega, saithe, Seafood From Norway

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3