Mapa suspende importação de tilápia do Vietnã após pressão do setor
Aquicultura

Mapa suspende importação de tilápia do Vietnã após pressão do setor

Ministro do Mapa diz que suspensão ocorre para que os protocolos sanitários em relação às importações da tilápia vietnamita sejam revisados

07 de fevereiro de 2024

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou a interrupção das importações de tilápia do Vietnã ao Brasil. A medida partiu de um ofício do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e sinaliza uma ação mais concreta do governo brasileiro em relação ao tema após uma reunião extraordinária da Câmara Setorial da Produção e Indústria de Pescados.
 
Como informou a Globo Rural, o ministro do Mapa, Carlos Fávaro, anunciou hoje a medida durante a Show Rural Coopavel, feira agropecuária que iniciou na segunda e segue até sexta (09), em Cascavel, no Paraná. “O Brasil tem excelentes relações comerciais mundo afora e com o Vietnã, mas foi determinado ontem à noite a suspensão imediata de qualquer importação de tilápia vinda do Vietnã”, garantiu.
 
Em vídeo divulgado nas redes sociais do MPA, Fávaro frisa que a suspensão ocorre para que os protocolos sanitários em relação às importações da tilápia vietnamita sejam revisados pela Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA). “Acabei de assinar a portaria que eu recebi um ofício do meu amigo, ministro André de Paula, que veio da Câmara Setorial da Produção e Indústria de Pescados pedindo a suspensão da importação de tilápia do Vietnã até que os protocolos sanitários sejam revisados pela Secretaria de Defesa Agropecuária deste ministério. É ter prudência, garantir qualidade e sanidade à produção brasileira”, diz Fávaro.
 
“Eu quero dizer da minha alegria de não apenas ver assinada essa portaria que atende a solicitação, mas também, ministro, queria lhe agradecer pela forma com que recebeu quase uma boa parte dos produtores dos tilapicultores brasileiros que trouxeram a você e sua equipe um conjunto de preocupações importantes, legítimas e que resultaram nessa ação do ponto de vista da segurança para o nosso produtor”, comenta o ministro do MPA, André de Paula.
 
Pressão do setor
 
Na quarta-feira (31/01), uma reunião extraordinária da Câmara Setorial da Produção e Indústria de Pescados,  reuniu representantes dos ministérios e do setor para discutirem o tema.
 
Um dia antes da reunião junto à Câmara Setorial da Produção e Indústria de Pescados, em (30/1), os ministros do MPA e do Mapa também haviam recebido produtores e entidades representativas do setor para discussões sobre os desafios sanitários relacionados à recente polêmica.
 
Na ocasião, Fávaro comprometeu-se a revisar os requisitos higiênico-sanitários para a importação de pescado, estabelecidos em 2019, de acordo com as exigências dos órgãos competentes do Brasil e ressaltou a importância de garantir a proteção adequada aos produtores de tilápia contra possíveis doenças exóticas. 
 
Importações em debate
 
Em outubro do ano passado, o movimento inicial de uma possível negociação para a importação de tilápia do Vietnã pelo Brasil levantou discussões e preocupações entre os produtores e representantes do setor. 
 
Em janeiro, as importações de 25 toneladas de filés de tilápia congeladas do Vietnã em dezembro do ano passado repercutiram no setor e trouxeram neste começo de 2024 mais preocupações.
 
Desde então, os produtores e entidades representativas do setor têm se mobilizado e cobrado de perto movimentações e medidas do governo junto à polêmica. (Leia mais aqui).
 
Créditos da imagem: Canva
 

, André de Paula, Câmara Setorial da Produção e Indústria de Pescados, importações de pescado, Mapa, MPA, tilápia, tilápia vietnamita

 
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3