Nueva Pescanova vai garantir  rastreabilidade de seus produtos
Pesca

Nueva Pescanova vai garantir rastreabilidade de seus produtos

Rastreabilidade acontecerá através da IBM Food Trust, contribuindo para a sustentabilidade dos oceanos através do padrão GDST 1.0

08 de junho de 2021

arroba publicidade
A Nueva Pescanova anunciou que ajudará a garantir a rastreabilidade de seus produtos através da IBM Food Trust, contribuindo para a sustentabilidade dos oceanos através do padrão GDST 1.0. Com isso, o consumidor poderá conhecer a trajetória dos produtos ao longo de sua cadeia de abastecimento, desde a captação até a chegada ao mercado, o que poderá promover sua sustentabilidade, qualidade e segurança alimentar.
 
Para o desenvolvimento do projeto, a empresa seguirá os padrões GDST, que permitem a interoperabilidade entre os sistemas de rastreabilidade de frutos do mar garantindo que os principais dados de cada elo da cadeia de valor sejam coletados e registrados digitalmente.
 
Conforme a empresa, as normas auxiliarão na documentação não só do lote e das características do produto, mas também dos documentos que credenciam autorizações, licenças, locais e certificações que comprovem as práticas pesqueiras e agrícolas responsáveis, bem como as evidências de sustentabilidade e garantia de alimentos com segurança.
 
O projeto começou com o registro e digitalização de duas operações da Nueva Pescanova: a pesca de camarão na Argentina e o cultivo de camarão Vannamei no Equador, que por sua vez serão complementados pelas atividades de processamento e comercialização da empresa na Espanha.
 
“Pescamos, crescemos, processamos e comercializamos de forma sustentável. Com este ambicioso projeto queremos oferecer aos nossos consumidores em todo o mundo informações rigorosas e detalhadas sobre a rastreabilidade de nossos produtos do mar, desde sua origem até chegarem às suas casas. Os padrões GDST tornam isso possível. Agora é o momento para as empresas do setor de frutos do mar começarem a implementar os padrões GDST ”, falou Ignacio González, CEO do Grupo Nueva Pescanova.
 
Javier Olaizola, responsável pela área de Serviços da IBM Espanha, garante que a plataforma reúne membros de toda a cadeia de abastecimento, oferecendo um espaço de troca e seguimento de informação sobre produtos alimentares. “Isso gera confiança entre os utilizadores, uma vez que a cadeia de transações digitalizada e permanente é criada e não pode ser modificada. "
 
Cada membro da rede blockchain tem uma cópia exata dos dados e qualquer informação adicionada é compartilhada pela rede com base no nível de permissão de cada participante. Desta forma, produtores, atacadistas e varejistas podem interagir de forma mais eficiente, acessando os dados de forma abrangente e quase em tempo real.

camarão, camarão argentino, camarão do Equador, frutos do mar, IBM, Nueva Pescanova, oceanos, rastreabilidade

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3