Um play nos negócios: jogos eletrônicos e o pescado
Indústria

Um play nos negócios: jogos eletrônicos e o pescado

Hoje o universo dos jogos virtuais tornou-se um negócio global e as empresas de pescado também precisam ficar atentas

04 de agosto de 2021

Várias empresas de diversos setores estão embarcando no uso dos jogos eletrônicos como ferramentas relevantes para a geração de negócios e receita, seja via merchandising, na gamificação ou até nos Esportes Eletrônicos (eSports) - que se tornaram uma categoria profissional.
 
O fato é que hoje, o universo dos jogos virtuais tornou-se um negócio global. E, em meio a tantas oportunidades e com a consolidação de uma tendência antes considerada futurista, as empresas de pescado também precisam ficar atentas.
 
Cada vez as pessoas estão conectadas à Internet em todas as partes do mundo, tanto os games quanto às ferramentas de gamificação apresentam um potencial enorme, sendo mais desenvolvidos e utilizados por diversos segmentos a cada dia que passa. Logo, eles ganham espaços em áreas estratégicas como o Game Marketing e na busca pela diversificação de ações de comunicação para gerar melhores resultados às empresas
 
Diante de tantas possibilidades, fica claro que o mercado de proteínas animais do Brasil também pode se beneficiar do desenvolvimento em games, de ferramentas de gamificação e até do eSports. 
 
Uma reportagem na seção Marketing & Investimentos da Seafood Brasil #39, que pode ser lida gratuitamente clicando aqui, traz mais formas pelas quais os jogos eletrônicos podem ajudar o desenvolvimento do setor de pescado no Brasil.
 
Créditos: PxHere

seafood brasil

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3