Valores da tilápia seguem em alta com a chegada da Semana Santa
Varejo

Valores da tilápia seguem em alta com a chegada da Semana Santa

Na semana anterior, o kg da tilápia nas praças pesquisadas pelo Cepea estava em R$ 7,61, R$ 6,92 e R$ 7,86, respectivamente.

11 de abril de 2022

arroba publicidade
A entrada da Semana Santa, um dos períodos mais importantes para produção e comercialização de pescado no Brasil, fez os valores da tilápia continuarem em alta no mercado. Nas praças acompanhadas pelo levantamento semanal do Indicador de Preços da Tilápia elaborado pela equipe do Cepea/Esalq, a cotação média do quilo ao produtor na sexta-feira (8), na região dos Grandes Lagos do Noroeste do Estado de São Paulo (divisa com Mato Grosso do Sul) fechou a semana em R$ 7,63. O Indicador também aponta que o preço médio do kg de tilápia ao produtor está em R$ 7,06 no Oeste do Paraná e em R$ 8,02 no Norte do Paraná. 
 
Na semana anterior, o kg da tilápia nas praças pesquisadas pelo Cepea estava em R$ 7,61, R$ 6,92 e R$ 7,86, respectivamente.
 
Já o preço de venda da tilápia no maior centro atacadista do Brasil, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) foi de R$ R$ 9,50 na mesma data. 
 
Com apoio da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR), desde agosto de 2021, semanalmente o Cepea, passou a divulgar dados de importantes centros de produção de tilápia. O preço médio refere-se ao valor pago ao produtor FOB (kg da tilápia pronta para abate, na propriedade). 
 
Os preços da tilápia têm saltado gradativamente. No mês passado, Juliana Ferraz, analista de mercado da área de tilápia do Cepea contou ao AgroMais que a oferta seguia relativamente equilibrada, mas a procura nos últimos meses deu uma desaquecida e isso fez com que o preço da tilápia não conseguisse se sustentar.
 
"Mas agora a gente já consegue ver essa recuperação. E esse movimento está refletindo principalmente a tentativa de repasse dos custos de produção. O custo de produção está muito alto, então para que o produtor e a indústria possam se manter na atividade, eles precisam fazer o repasse de preços”, conta.
 
Créditos: Flickr

Ceagesp, Cepea, ESALQ, Peixaria, PeixeBR, Quaresma, supermercado, tilápia, varejo

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3