Pirarucu de Mamiraua ganha registro de Indicação Geográfica
Pesca

Pirarucu de Mamiraua ganha registro de Indicação Geográfica

Título reconhece as qualidades únicas do produto e irá potencializar a comercialização do peixe

28 de julho de 2021

arroba publicidade
O Pirarucu de Mamiraua, no Amazonas, foi reconhecido com o registro de Indicação Geográfica (IG) pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Desde 2014, o Sebrae tem auxiliado as comunidades ribeirinhas a conquistarem esse título que reconhece as qualidades únicas do produto e irá potencializar a comercialização desse peixe.
 
A região produtora contempla nove municípios e foi reconhecida por produzir o pirarucu por meio de um saber-fazer dos ribeirinhos que, somado às características especiais do ambiente, resulta nesse produto diferenciado. “A IG do Pirarucu é um marco histórico que a gente alcançou. O nosso produto é sustentável e preserva o meio ambiente. Esse selo irá nos ajudar na comercialização do peixe e na conquista de melhores preços”, comemorou Pedro Canizo, presidente da Federação dos Manejadores de Pirarucu da Região de Mamirauá (Femapam).
 
Os primeiros estudos do projeto foram realizados em conjunto com o Sebrae e o Instituto Mamiraua e contou com a adesão dos manejadores e demais instituições. “O projeto surgiu de um diagnóstico realizado pelo Sebrae e durante todo o processo a instituição apoiou e ajudou o nosso produto a ganhar visibilidade e conquistar esse selo”, ressalta Canizo. 
 
O Sebrae também realizou diversas oficinas sobre a Indicação Geográfica do Pirarucu de Tefé e região e trabalhou junto à população ribeirinha questões como a importância do valor agregado da despesca com respeito às normas do Ibama entre os pescadores.
 
Segundo o analista técnico e coordenador do escritório do Sebrae em Tefé (AM), José Antonio, essa vitória é mérito dos ribeirinhos que desenvolveram um método único de contagem e despesca sustentável do peixe, revertendo o risco de sua extinção. “O Sebrae trabalha neste tema há anos. 
 
O resultado deste trabalho, com outros parceiros, nos deixa muito feliz". Ele destaca também que, com a IG do Pirarucu, a tendência é que melhore a qualidade de vida dos pescadores que vivem em centenas de comunidades localizadas em lagos na região.
 
"A IG do Pirarucu é fruto de muita dedicação e união de forças com quem participa de toda a cadeia produtiva, principalmente com as comunidades ribeirinhas, com quem o Sebrae tem atuado no desenvolvimento do empreendedorismo regional", pontua a diretora superintendente do Sebrae Amazonas, Lamisse Said Cavalcanti.
 
“Esse selo orgulha os amazonenses, tanto pelo ineditismo, quanto pelas práticas sustentáveis que elevaram o patamar da qualidade de vida no interior", complementou a diretora técnica do Sebrae AM, Adrianne Antony Gonçalves.
 
Outras IG do Amazonas
Além da IG do Pirarucu, o Sebrae também esteve presente na conquista das IGs do guaraná de Maués, do peixe ornamental de Barcelos, do abacaxi de Novo Remanso e da farinha do Uarini.
 
Créditos: Divulgação 
 

Femapam, INPI, peixe, pesca, pescado, Pirarucu de Mamiraua, registro de Indicação Geográfica, Sebrae

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3